A partir de domingo, tarifa de ônibus em Natal será de R$ 4,25 no dinheiro e R$ 4,15 no cartão




A tarifa no sistema de transporte de ônibus em Natal será reajustada a partir do próximo domingo (1º de março). O preço sairá dos atuais R$ 4,00 (dinheiro) e R$ 3,90 (cartão) para R$ 4,25 e R$ 4,15, respectivamente. O valor em dinheiro é R$ 0,10 menor que o aprovado na reunião do Conselho Municipal de Transportes de Natal, que ocorreu na manhã desta quinta-feira (27). O Conselho anunciou que a passagem iria para R$ 4,35 (dinheiro) e R$ 4,15 (cartão), mas por decisão do prefeito Álvaro Dias, anunciada no final da tarde, o preço da tarifa no dinheiro foi reduzido.

O reajuste é de 6,25% para a tarifa paga em dinheiro e 6,4% para pagamento no cartão – atualmente, 70% dos usuários do transporte coletivo usam o cartão de passagem -, e foi autorizado, segundo nota da prefeitura, “mediante uma análise técnica da planilha de custos que constatou os aumentos de despesas com óleos e combustíveis, pneus, planos de saúde dos operadores e já levou em conta um eventual aumento para motoristas e cobradores no dissidio coletivo que acontece em maio”.

A mudança no valor acontece menos de um ano depois do último reajuste, que aconteceu em maio de 2019. Antes, a passagem custava R$ 3,65, valor único para pagamentos no cartão e no dinheiro. O decreto definindo a tarifa será publicado amanhã no Diário Oficial, segundo nota emitida pela Prefeitura de Natal.

A reunião promovida pelo conselho municipal de transportes contou com a presença de 18 membros na votação. Membros contrários acabaram deixando o plenário, mas houve quórum para a definição do novo valor. O conselho de transportes tem 31 membros. Foram 16 votos a favor e duas abstenções.

Para este ano, ficou definido que as empresas que prestam serviços de ônibus terão de fazer contrapartidas para o aumento das passagens. As duas estações de transferência da capital, uma no Bairro Latino (Natal Shopping e Carreffour) e outra na zona Norte de Natal (Igapó), serão reformadas em até 45 dias. Aliado a isso, serão construídos 100 novos abrigos de paradas de ônibus na cidade em até 120 dias.