Após obter apoio dos 27 governadores para vetar o reajuste salarial do funcionalismo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que sancionará ainda nesta quinta-feira (21) o socorro de R$ 125 bilhões destinado para estados e municípios diante da crise decorrente do novo coronavírus.

A promessa para a liberação do aporte ocorreu pela manhã, durante uma videoconferência com os gestores estaduais, dentre eles Rui Costa (PT-BA). No encontro virtual, Bolsonaro assegurou que a sanção do auxilio financeiro será publicada no Diário Oficial da União após a realização de ajustes no texto que trata da concessão.

Aprovado pelo Congresso desde o início do mês, o pacote ajudará governadores e prefeitos a enfrentar o tombo na economia e na arrecadação causado pela pandemia.

O veto apoiado pelos governadores congelará o aumento no contracheque do funcionalismo até o fim de 2021 e tem efeito para todos os servidores da União, estados e municípios