in

Após decisão do STF, Bolsonaro faz comparações com Lula: ‘Puxem pela memória’


O presidente Jair Bolsonaro comentou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em anular as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e mantê-lo elegível. Durante a live semanal na noite desta quinta-feira (15), o mandatário fez comparações entre o governo atual e o do petista, e ainda comparou a decisão do STF com um filme de faroeste.

“O que eu vi acontecer agora há pouco no Brasil, me lembrou do tempo de garoto quando assistia no cinema do seu Lelê, em Eldorado Paulista (SP), filme de cowboy. Então, o cara assaltava algo na Califórnia e começava a cavalgada, uma desembalada, correr em direção ao México. Uma vez transpondo a fronteira com o México, tava tudo resolvido e não podia mais ser preso. Alguns torciam para o bandido, outros torciam para a patrulha, mas aqui no Brasil parece que a mesma coisa acontece hoje em dia”, afirmou.

Para o presidente, o Brasil não quebrou “no último ano”, mas ele irá resolver os problemas, apesar de não querer se intitular “faxineiro” do país. “Querem criticar meu governo, fiquem à vontade, mas puxem um pouquinho pela memória para ver como era no passado”, disse.

Ainda na live, Bolsonaro citou que, caso seja eleito, Lula poderá escolher mais dois ministros do STF. “Não estamos começando aqui uma campanha para 2022. Mas, pela decisão do STF hoje, o Lula é candidato. Faça uma comparação dos ministros do Lula com os nossos ministros. E, se o Lula voltar, pelo voto direto, pelo voto auditável, tudo bem. Agora, veja qual vai ser o futuro do Brasil, o tipo de gente que ele vai trazer para dentro da presidência. Em março de 2023, três meses depois que ele porventura assumir a presidência, ele vai escolher mais dois ministros para o Supremo Tribunal Federal. Mais dois, tá ok, pessoal? Acho que a conclusão cabe a vocês”, pontuou.

“Eu não estou dizendo que sou candidato, nem que sou o melhor do mundo. Mas vamos ter umas eleições pela frente. Estão previstas eleições em 2022. O Lula vai ser candidato, vai estar lá. Tira eu combate para não Quem iria com o Lula para o segundo turno? É só fazer um raciocínio que vocês vão entender qual o futuro de cada um de vocês. Eu já tenho 66 anos de idade, até lá estou com 68, eu já estou no lucro. Estou mais para lá do que para cá, mas vejam qual futuro reserva pra vocês no Brasil, com o que está acontecendo e com esta decisão e hoje do STF anulando as condenações do Lula e tornando ele elegível”, finalizou.

Patricia Abravanel está sem ver Silvio Santos há meses e chora ao vivo no SBT

CAIXA ANTECIPA PAGAMENTO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL EM 15 DIAS .