Assembleia realiza Ato Solene em alusão ao Dezembro Vermelho em Assu




A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou Ato Solene nesta sexta-feira (10), na cidade de Assu, em alusão ao Dezembro Vermelho – mobilização nacional na luta contra o vírus HIV, a Aids, e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). De autoria do deputado estadual Ubaldo Fernandes (PL), o ato realizado no Cine Teatro Pedro Amorim, homenageou 25 pessoas pelos seus relevantes serviços prestados no combate à doença no Rio Grande do Norte.

“Hoje a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte reconhece e homenagea servidores públicos e instituições que tenham relevantes serviços prestados nesta área, principalmente com um trabalho de prevenção que é essencial para a conscientização da população quanto à doença”, ressaltou Ubaldo.

O ato também faz alusão ao Dia Mundial de Luta contra a AIDS (celebrado no dia 1º de dezembro).

O presidente da Associação dos Homossexuais do Vale do Assu, Eurian da Nóbrega Leite, agradeceu as homenagens e destacou a importância do olhar do Poder Legislativo para a causa.

“Neste prêmio que recebo hoje está gravada todas as cicatrizes que marcaram minha vida pela luta, por dignidade, respeito e pelos direitos dos portadores da doença. Não é uma luta fácil, mas com o apoio e com adoção de políticas públicas voltadas para as pessoas portadoras da doença, o fardo se torna menos pesado”, discursou ao ser aplaudido pelos presentes.

A coordenadora da Diversidade Sexual da Secretaria Estadual de Saúde Pública, Janaina Lima, destacou a importância do ato Solene e do fortalecimento das campanhas de prevenção contra a DST/AIDS.

“Hoje a Assembleia Legislativa reconhece o trabalho dessas pessoas que dedicam suas vidas à causa e a melhorar a qualidade de vida dos portadores da doença. É preciso fortalecer, principalmente as ações de prevenção contra a doença”, destacou.

De acordo com os dados da Secretaria Estadual de Saúde, entre os anos de 2010 e 2020, os casos de infecção pelo HIV no Rio Grande do Norte cresceram 93,1%, atingindo 6.232 pessoas. Desses, 70 foram menores de cinco anos de idade, 6.158 casos de infecção pelo HIV, 995 gestantes infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana. O número de óbitos pela doença no RN chegou a 1.365 casos.

“Enquanto Secretaria de Saúde, estamos à disposição para fortalecer as redes de proteção e de apoio aos portadores da doença e as instituições que trabalham diretamente com esse público”, disse Diana Rêgo, subcoordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde.

Representando o movimento LGBTQI+, Sergio Fabiano Cabral, falou da alegria de presenciar o ato Solene.

“Nossa gratidão a todos que hoje voltam o olhar para a luta de todos nós que lutamos por dias melhores para essas pessoas, muitas vezes, invisíveis pela sociedade quando se trata de direitos e tão vistas quando falamos do preconceito”, revelou Sergio Fabiano Cabral, articulação AIDS/RN e representante do Conselho Estadual de Saúde.

Finalizando o ato, o deputado Ubaldo reforçou o seu compromisso com a luta e ressaltou a necessidade de adoção de mais políticas públicas que fortaleçam o movimento.

“É muito importante chamarmos a atenção para a prevenção para essa doença. A assistência e a proteção dos direitos das pessoas infectadas precisa ser prioridade. Quando tratamos desse assunto, antes de mais nada, estamos tratando de dignidade e vida”, finalizou Ubaldo.

Foram homenageados

Paulo Roberto Andrade de Freitas
Giovanni Rosado Diógenes de Paiva
George Antunes de Oliveira
Rayanne Araújo Costa
Maria Danielle Simões Veras Ribeiro
Ellan Ferreira Miranda
Saulo Spinelli
Daniel Vinicius Silva Dutra
SAE/São Paulo do Potengi
Eurian da Nóbrega Leite
Bruna Copatini Eufrazil
Rosa Maria Oliveira Alves
Atreva-SE/Santa Cruz
Claudia Cesário Dantas de Medeiros
Conselho Estadual de Saúde
CTA/Mossoró
Francinete Melo
Hospital Rafael Fernandes
Gapa/Oeste
Janaina Lima
Major QOA Luiz Jorge Ferreira da Silva
Ana Paula da Costa Pereira
Francisco Caninde dos Santos
Joao Batista de Araújo
Pastoral da AIDS

DEZEMBRO VERMELHO

A campanha é constituída por atividades e mobilizações relacionadas ao enfrentamento ao HIV/Aids e às demais IST, em consonância com os princípios do Sistema Único de Saúde, de modo integrado em toda a administração pública, com entidades da sociedade civil organizada e organismos internacionais. Promove: iluminação de prédios públicos com luzes de cor vermelha; promoção de palestras e atividades educativas; veiculação de campanhas de mídia; realização de eventos.

Prevenção da Aids/HIV e das IST:
O uso do preservativo (masculino ou feminino) em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais) é o método mais eficaz para evitar a transmissão das IST, do HIV/Aids e das hepatites virais B e C. A prevenção combinada abrange o uso do preservativo masculino ou feminino, ações de prevenção, diagnóstico e tratamento das IST, testagem para HIV, sífilis e hepatites virais B e C, profilaxia pós-exposição ao HIV, imunização para HPV e hepatite B, prevenção da transmissão vertical de HIV, sífilis e hepatite B, tratamento antirretroviral para todas as pessoas vivendo com HIV, redução de danos, entre outros.