BOLSONARO DEFENDE PRIVATIZAÇÃO DA PETROBRÁS E DIZ” QUE NÃO VAI INTERFERIR NOS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS



O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, neste domingo (24), que não vai interferir no preço dos combustíveis.

Ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro comentou sobre um novo ajuste nos preços e voltou a defender a privatização da Petrobras.

“Temos aí, pelo que tudo indica, reajuste nos preços dos combustíveis. Isso nem precisa ter bola de cristal, nem informações privilegiadas, o que eu não tenho. É só ver o preço do petróleo lá fora e o comportamento do dólar aqui dentro. Eu não tenho poderes de interferir sobre a Petrobras. Estou conversando com o Paulo Guedes sobre o que fazer com ela no futuro. É um monopólio, a legislação deixa ela praticamente independente. Eu indico o presidente, nada além disso. Alguns querem que a gente interfira no preço, a gente não vai interferir no preço de nada. Isso já foi feito no passado e não deu certo”, alegou na saída de uma feira de pássaros no Parque de Exposições da Granja do Torto, em Brasília.

Sobre a privatização, reclamou de “burocracia” no processo. “Privatizar não é botar na prateleira e tudo bem. Não. É complicada a situação. Teríamos privatizado muito mais coisa se não fosse essa burocracia”, disse, ao completar que “a Petrobras está amarrada por leis, as mais variadas possíveis