in

Bolsonaro diz que, para ser nomeado, novo ministro do STF tem que tomar cerveja com ele

O nome do indicado para a vaga que irá surgir no Supremo Tribunal Federal (STF) vai depender do tipo de comportamento que o magistrado possui com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

O chefe do Palácio do Planalto já evidenciou para seus aliados que só terá em sua lista de candidatos para a vaga de Celso de Mello, que se aposenta em novembro, pessoas que são de sua inteira confiança.

Ele já começou a receber juízes, parlamentares e religiosos que pretendem fazer indicações de nomes a ele: o novo ministro do STF será alguém que “toma cerveja comigo no fim de semana”, teria dito Bolsonaro a um de seus interlocutores.

Só nas últimas semanas, o presidente recebeu evangélicos como Silas Malafaia e entidades como a AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e associações de magistrados de Goiás, Pará, Distrito Federal e Ceará para falar da futura escolha.

Tem também se encontrado bastante com o secretário-geral da Presidência, Jorge Oliveira, seu amigo de longa data, que também concorre à vaga ao STF. As informações são da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Ratinho posta foto com o neto e se derrete: “Meu anjinho da guarda”

Álvaro Dias sanciona Reforma da Previdência