Bolsonaro se antecipa à demissão de Teich e convida general para Ministério da Saúde


Presidente já conta com a demissão do ministro da Saúde, que se colocou na linha de tiro com discurso cauteloso no uso da cloroquina, e convidou o número 2 da pasta, general Eduardo Pazuello, que teria aceitado assumir o cargo

Contando com a demissão de Nelson Teich a qualquer momento pela discordância em relação ao uso da cloroquina para tratamento da Covid-19, Jair Bolsonaro já teria convidado o general Eduardo Pazuello para assumir o Ministério da Saúde.

Pazuello, que foi colocado como número 2 da pasta para tutelar o ministro, já teria dito que aceita assumir o cargo, segundo informações da coluna Radar, da revista Veja.



Teich se colocou na linha de tiro após se colocar com cautela sobre o uso de cloroquina para tratamento do coronavírus. Contrariado, Bolsonaro desautorizou publicamente o ministro e marcou uma reunião fora da agenda nesta quinta-feira (14) para falar sobre o assunto.

No próximo domingo (17), Teich completa um mês no cargo, após substituir um desgastado Luiz Henrique Mandetta, que passou por um processo de fritura justamente por confrontar Bolsonaro.

Fonte / Revista Forum