Aeronave pousa nesta terça-feira (7), em São Paulo, com 11,8 milhões de máscaras a bordo.

Aeronave pousa nesta terça-feira (7), em São Paulo, com 11,8 milhões de máscaras a bordo. Foto: Ministério da Infraestrutura
Aeronave pousa nesta terça-feira (7), em São Paulo, com 11,8 milhões de máscaras a bordo.
Foto: Ministério da Infraestrutura

O Brasil recebeu nesta terça-feira (7) um carregamento recorde de 11,8 milhões de máscaras cirúrgicas, oriundas da China. A encomenda, maior quantidade de insumos para combate à pandemia, faz parte do carregamento de equipamentos de proteção individual feita pelo Ministério da Saúde, com coordenação do Ministério da Infraestrutura.

“No início da crise, assumimos um desafio logístico imenso para ajudar o Ministério da Saúde com o abastecimento de EPIs para todas as regiões do Brasil. Uma verdadeira operação de guerra foi montada e, de modo contínuo, estamos transportando 960 toneladas de equipamentos no total. É uma vitória silenciosa do governo federal que está ajudando a garantir as condições necessárias para o enfrentamento da pandemia”, comemorou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Segundo informações da Agência Brasil, essa é a 35ª remessa de mais de 40 previstas. Uma parte das máscaras entregues é do tipo N95, a mais eficaz máscara médica descartável disponível no mercado.