A holandesa Heineken tem no Brasil tem seu maior mercado no mundo. Segundo resultado divulgado pela cervejaria, o lucro da marca em 2019 cresceu acima de dois dígitos, avançando 13,2%, chegando a € 2,2 bilhões. A receita atingiu € 24 bilhões, superando levemente a média das projeções de analistas, de € 23,8 bilhões. A alta é principalmente atribuída ao desempenho em terras tupiniquins, Vietña e Camboja, onde teve aumento acima dos 10% em cada.

No caso específico da marca Heineken, o Brasil se tornou o país com o maior mercado da cerveja no mundo. O crescimento do volume de vendas nos três últimos meses do ano atingiu 12%, acumulando alta de 8,3% no ano passado, o melhor resultado em uma década.

“O Brasil é agora o maior mercado mundial da marca Heineken e, com a adição do Reino Unido e da Nigéria, agora 12 mercados vendem mais de 1 milhão de hectolitros da marca” (100 milhões de litros), destacou a companhia.

Ainda de acordo com o balanço, o volume consolidado de vendas de cerveja pela Heineken subiu 4,1% no mundo no quarto trimestre de 2019. As marcas Amstel e Devassa são as principais responsáveis pelo aumento nas vendas no mercado brasileiro, que se tornou conforme informou a empresa