‘Briga de marido e mulher’, diz Bolsonaro sobre embates no PSL

Foto: Reprodução.

Por Poder 360 – O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta 4ª feira (9.out.2019), ao sair do Palácio do Planalto, que “não tem crise nenhuma” dentro de seu partido, o PSL.

“Por enquanto, tudo bem”, respondeu o presidente ao ser questionado se continuaria ou não na legenda. “Briga de marido e mulher. De vez em quando acontece. Está tudo bem”, disse.

A declaração do presidente se deu ao fim de 1 dia de trocas de farpas e uma ou outra tentativa de apaziguamento entre filiados ao PSL. O pivô da crise –negada por Bolsonaro– foi o próprio presidente que, na manhã dessa 3ª feira (8.out), disse a 1 apoiador que era para ele “esquecer o partido“ e o presidente o PSL, Luciano Bivar.

Mais cedo nesta 4ª, Bolsonaro teve reunião com advogados e com congressistas do PSL. O presidente disse que o grupo quer “1 partido diferente, atuante”. E completou: “Não tem confusão nenhuma”.

À tarde, o presidente cancelou a agenda com o ministro Marcelo Álvaro Antônio (Turismo), esperada para as 15h. No lugar, falou com deputados federais do PSL insatisfeitos com a sigla.

Álvaro Antônio é o ministro indiciado pela PF (Polícia Federal) e denunciado pelo MPE (Ministério Público Eleitoral) pelo suposto esquema das candidaturas-laranja do PSL de Minas Gerais. Ele presidia a legenda naquele estado durante a campanha de 2018.