Cassação de Dr. Jairinho deve ter votação unânime Conselho de Ética da Câmara do Rio de Janeiro

Dr. Jairinho, namorado de Monique Medeiros da Costa e Silva, mãe do menino Henry Borel, sae da Delegacia de Polícia da Barra da Tijuca(16ªDP) após prestar depoimento sobre a morte do menido de 4 anos.


Os membros do Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro esperam uma votação unânime contra o vereador Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho, na próxima segunda-feira (28).O político é acusado de ter participado da morte do enteado, Henry Borel, de 4 anos, em março desse ano.

Até agora, todas as deliberações do colegiado no caso têm tido votação por unanimidade. Relator, o vereador Luiz Ramos Filho (PTN) apresentou parecer a favor da perda do mandato. O vereador, que era do Solidariedade e foi expulso por causa do envolvimento com o crime, foi preso um mês depois da morte do garoto e segue no complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste.

“Todo relator quando faz o seu parecer, a intenção é demonstrar consentimento. Todos participaram desse relatório, ajudaram na elboração, pra que a gente chegasse bem embasado ao fim desse processo”, disse Ramos Filho.