A compra de IVERMECTINA em farmácias e drogarias será permitida apenas mediante apresentação da receita médica em duas vias. Cada receita terá validade de 30 dias, a partir da data de emissão, e poderá ser utilizada somente uma vez. A resolução será revogada automaticamente a partir do reconhecimento, pelo Ministério da Saúde, de que não mais se configura a situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional.
Para o vereador Cícero Martins, isso não passa de um jogo econômico que poderá levar à morte de milhares de pessoas.
“Agora, podemos falar em Genocídio, homicídio culposo e/ou doloso, crime contra a saúde pública e por aí vai. Está mais que transparente o interesse comercial e o jogo político da Esquerda por trás dessa crueldade. Alguém tem que parar eles, senão muita gente inocente ainda vai morrer. Não se pode ficar brincando de mudar prescrições de medicamentos da maneira que achar conveniente. Como um medicamento para verme e piolho, usado há décadas, deve ter prescrição médica agora? Por estar salvando vidas e ser barato?” Questionou Cícero.
“A IVERMECTINA deve ser usada para combater até os vermes da ANVISA”, finalizou.