in

Cidade da China detecta coronavírus em embalagens de carne do Brasil

O novo coronavírus foi detectado em embalagens de um lote de carne bovina enviado da cidade de Várzea Grande (MT), no Brasil, para Wuhan, na China. Segundo a Comissão Municipal de Saúde, três amostras positivas do vírus foram encontradas nas embalagens de carne congelada e desossada. O comunicado foi enviado pela cidade na última sexta-feira (13) e o carregamento foi entregue pela Marfrig Global Foods em agosto, conforme a agência Reuters.

O produto chegou ao porto de Qingdao em 7 de agosto e à cidade de Wuhan no dia 17 do mesmo mês. A carne ficou em frigorífico até pouco tempo. Em julho deste ano, a China suspendeu todas as exportações e voltou a autorizar em 23 de outubro. Acredita-se que, como a exportação do alimento é feita por navios, as mercadorias tenham chegado ao destino após o prazo estipulado pelo país por causa da demora no transporte.

Em nota à Reuters, a Mafrig preferiu não comentar o caso. Já o Ministério da Agricultura alegou que não foi notificado da situação pelas autoridades sanitárias chinesas.

Antes disso, outra carga de carne bovina, algumas de carne de frango e pescados enviados do Brasil também chegaram à China com coronavírus.

Câmara de Natal terá que se adaptar para receber novo vereador cadeirante

Ataque a tiros deixa duas pessoas mortas e três feridas na praia de Boa Viagem