Ciro Gomes suspende pré-candidatura após PDT apoiar PEC dos Precatórios


Ciro Gomes acaba de anunciar, pelo Twitter, que vai suspender sua pré-candidatura por conta do decisivo apoio da maioria da bancada de deputados federais do PDT, seu partido, à PEC dos Precatórios, aprovada em primeiro turno na madrugada desta quinta-feira.

Segundo o presidenciável, a decisão vai valer até que seus correligionários na Câmara reavaliem sua posição no segundo turno da votação, que pode ocorrer ainda nesta quinta ou na semana que vem.

Dos 24 deputados do PDT, 15 votaram a favor da proposta do governo Bolsonaro, 6 contra e três não compareceram à sessão. O texto-base da PEC foi aprovado com 312 votos a favor, apenas quatro a mais do que o mínimo necessário. O partido de Ciro foi o único de oposição a orientar pela aprovação da proposta.

“Há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada PEC dos Precatórios. A mim só me resta um caminho: deixar a minha pré-candidatura em suspenso até que a bancada do meu partido reavalie sua posição. Temos um instrumento definitivo nas mãos, que é a votação em segundo turno, para reverter a decisão e voltarmos ao rumo certo”, escreveu Ciro.

“Não podemos compactuar com a farsa e os erros bolsonaristas. Justiça social e defesa dos mais pobres não podem ser confundidas com corrupção, clientelismo grosseiro, erros administrativos graves, desvios de verbas, calotes, quebra de contratos e com abalos ao arcabouço constitucional”, complementou o pedetista.

Por Veja