Comissão aprova emenda de Rafael Motta para uso de tecnologias na educação básica

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (10), as prioridades do colegiado dentro do Projeto de Lei Orçamentária Anual 2022 (PLOA). Entre elas, uma sugestão do deputado Rafael Motta (PSB) voltada para a educação básica.

O texto trata da universalização do acesso à internet em alta velocidade e o fomento ao uso pedagógico de tecnologias digitais na educação básica, no âmbito do Programa Educação Conectada.

O referido programa prevê, entre outros pontos, a formação de professores para práticas pedagógicas mediadas pelas novas tecnologias e o uso de conteúdos educacionais digitais em sala de aula.

“Aprovando nossa emenda, a Comissão mostra o seu compromisso com a educação. Acreditamos que novas tecnologias na área são fundamentais para dinamizar o processo de ensino-aprendizagem. Se aplicada na educação básica de modo responsável e criativo, pode apresentar diferentes benefícios para alunos e educadores”, ressalta o deputado Rafael Motta