Comissão de Educação acata emendas sugeridas por Rafael Motta.


A Comissão da Educação acatou duas propostas do deputado Rafael Motta (PSB/RN) sobre o destino das emendas ao Projeto de Lei Orçamentária 2020 (PLOA). O colegiado tem direito à indicação de quatro sugestões no Orçamento do próximo ano.

A primeira, apresentada ao parlamentar potiguar pela Comissão de Bolsistas CAPES e CNPq, teve o suporte de um abaixo-assinado com mais de 90 mil assinaturas e visa o custeio de bolsas de estudo no Ensino Superior no valor de R$ 300 milhões.

O objetivo é recompor os recursos cortados pelo Governo Federal do financiamento da pesquisa e desenvolvimento científico, possibilitando a concessão de 10 mil novas bolsas.

A segunda emenda, no valor de R$ 300 milhões, é destinada à construção, ampliação, climatização, reforma e compra de equipamentos para instituições escolares da educação básica. O foco será o término de obras inacabadas do Programa Pró-Infância.

“Todas as fases do ensino precisam de investimento e as emendas da Comissão refletem bem isso. É preciso investir na infraestrutura adequada para o ensino das nossas crianças, mas também investir na formação de novos professores, investir no desenvolvimento tecnológico do nosso país”, afirmou Rafael Motta