O Jornal da Band repercutiu ontem (31) o drama de quem tem dívidas do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e não consegue pagar as prestações nesses tempos de pandemia.

Lei aprovada pela Câmara dos Deputados e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro suspende o pagamento de parcelas do Fies até 31 de dezembro, devido a calamidade provocada pela pandemia do novo coronavírus, mas as instituições financeiras estão criando dificuldades e muitos não conseguem a pausa.

A reportagem entrevistou o deputado-platinado potiguar João Maia (PL), que aponta uma solução para o problema das dívidas.

Ele diz que o desemprego é o grande obstáculo para quem se formou em universidades particulares com empréstimo da União.

Diante desse cenário, o parlamentar sugere que o governo crie um programa de emprego para quem se graduou pelo Fies.

Em tempo

O Programa de Financiamento Estudantil (Fies) foi criado pelo governo federal para ajudar pessoas de baixa renda a ingressarem no ensino superior.

Com os recursos do Fies, os estudantes pagam as mensalidades de uma faculdade particular. Os juros são baixos, mas em alguns casos não há incidência de juros sob o financiamento.