in

De saída da presidência da Câmara, Maia pode deixar armadilha pronta para impeachment de Bolsonaro



O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a poucas semanas de deixar o cargo, afirmou em entrevista ao portal Metrópoles que o presidente Jair Bolsonaro pode sofrer um impeachment nos próximos meses.

Maia tem em sua gaveta mais de 50 pedidos de impeachment contra Bolsonaro e não deu, ao longo de seu mandato, sequência a nenhum deles. Na entrevista, o deputado disse que agora, entretanto, a demora do governo em elaborar um plano de vacinação contra a Covid é um fator que pode motivar a abertura de um processo de impedimento contra o ex-capitão.

“Lhe garanto que até hoje, até a questão da vacina, não tive uma pressão política, um ambiente tão forte da sociedade, pra fazer esse encaminhamento (…) Acho que a questão da vacina poderá transbordar num ambiente muito mais hostil. Pela primeira vez o governo perde popularidade. E acho que os erros na questão da vacina vão gerar um ambiente muito hostil para o governo nos próximos meses”, declarou Maia à jornalista Rachel Sheherazade.

“Talvez ele [Bolsonaro] sofra um processo de impeachment muito duro se não se organizar rapidamente. Porque o processo de impeachment, você sabe, é o resultado da pressão da sociedade”, completou.

O congressista, entretanto, ressaltou que não abrirá um processo contra Bolsonaro em seus últimos dias como presidente da Câmara e que isso caberá ao seu candidato à sucessão, Baleia Rossi (MDB-SP), caso ele seja eleito.

Forum

VEREADOR NIVALDO BACURAU PARTICIPA DE REUNIÃO NA SEDEC, BUSCANDO MELHORIAS PARA A CIDADE DE NATAL E PRINCIPALMENTE NOSSA QUERIDA ZONA NORTE.

Forças de Segurança realizam operação no Mosquito; cerca de 230 policiais e agentes públicos participam da ação