Deputada Carla Dickson retira de pauta projeto que estenderia a mulheres a partir de 40 anos o exame de mamografia oferecido pelo SUS



Das coisas da política que ficam difíceis de entender.

Projeto que estenderia a mulheres a partir de 40 anos, a obrigatoriedade do SUS garantir exames de mamografia como prevenção ao câncer de mama, que hoje atende mulheres a partir de 50 anos, foi retirado de pauta.

A decisão de retirar o projeto de pauta foi publicado no Infoleg, o aplicativo da Câmara dos Deputados.

Agora o que é pior nessa história…

O projeto que tem como foco a SAÚDE das MULHERES, foi retirado de pauta por uma deputada mulher…do Rio Grande do Norte.

Foi a deputada federal Carla Dickson, que substitui Fábio Faria no mandato desde que ele assumiu um ministério, quem apresentou requerimento pedindo a retirada.

Carla é uma das vice-líderes do governo Bolsonaro, e se foi ela que requereu a retirada de pauta de um projeto tão necessário, é porque o governo Bolsonaro não quer ampliar para as mulheres a partir de 40 anos, o direito ao exame.

Tudo bem que a deputada Carla seja vice-líder de Bolsonaro…mas ela é mulher.

E mais: ela é médica.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Brasil, estima-se em 66.280 casos novos de câncer de mama, para cada ano do triênio 2020-2022.

Esse número corresponde a um risco estimado de 61,61 casos novos a cada 100 mil mulheres.

Mas isso…deixa pra lá né?

FONTE: thaisagalvao.com.br