Deputados usam horário de líderes para falar de vacina, projetos, emendas e CPI



Seis parlamentares se pronunciaram na sessão desta terça-feira, 8, no horário destinado às lideranças. Os deputados Kelps Lima (SDD), Hermano Morais (PSB), Gustavo Carvalho (PSDB), Francisco do PT, George Soares (PL) e Coronel Azevedo (PSC). Eles falaram de projetos aprovados e apresentados, de vacinação, de visitas ao interior e de CPI da Covid no Senado.

O deputado Kelps Lima fez um balanço de sua viagem ao Seridó da quarta a sexta-feira da semana passada. “Começar pelo Seridó é começar bem nossa jornada”, disse Kelps que foi a Currais Novos, Caicó, Jucurutu, Carnaúba dos Dantas, Acari, Jardim do Seridó e Bodó. O parlamentar prestou contas de emendas de seu mandato destinadas a esse município para projetos do turismo religioso, como o caso de Caicó, de compra de veículo para transporte de pacientes de hemodiálise, como em Jucurutu e da construção de uma praça modelo, como em Acari, onde o prefeito Fernando Antônio é do partido do deputado.

O deputado Hermano Morais se pronunciou sobre a sanção, pelo Governo do Estado, de duas leis de autoria do seu mandato, como a que institui lições de primeiros socorros em escolas das redes pública e privada. “Um programa muito interessante porque podemos evitar acidentes que acontecem, todos os dias tanto no ambiente escolar quanto no ambiente doméstico”, justificou o parlamentar. A outra lei institui intérprete de libras nos telejornais locais e na propaganda do Governo do Estado veiculada nas emissoras de TV. “Para garantir o acesso à informação”, afirmou.

Hermano também comentou os recentes dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) para ressaltar a importância do papel das pequenas e microempresas que, no Rio Grande do Norte, seguiram o ‘ritmo de empregabilidade’. “Esse segmento continua segurando a economia”, destacou Hermano.

O deputado Gustavo Carvalho cobrou informações sobre distribuição de vacinas. Ele questionou durante seu pronunciamento, o critério utilizado pela Secretaria Estadual de Saúde para distribuir as doses dos imunizantes com os municípios. Segundo Gustavo, os municípios estão recebendo menos do que deveria, de acordo com a proporcionalidade de seus habitantes, e citou alguns da região Oeste. “Não podemos nos confrontar com interesses políticos”, disse Gustavo, que também cobrou do prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), a justificativa sobre a vacinação que não tem ampliado por faixas de idade. “O secretário de Saúde George Antunes deu entrevista, mas não revelou o que está acontecendo para Natal, que tem vacinas sobrando, não pder passar parta outras faixas etárias”, questionou Gustavo, afirmando que dessa forma Natal será a capital que menos vacina no Brasil.

O deputado Gustavo Carvalho fez críticas à governadora Fátima Bezerra (PT) por não ter permitido que Natal fosse uma das sedes dos jogos da Copa América. E questionou o apoio do Governo do Estado ao Rally dos Sertões, que deverá receber mais de duas mil pessoas na capital potiguar e contará com patrocínio oficial do Estado.

O deputado Francisco do PT, líder do Governo na Assembleia Legislativa, disse que iria buscar informações sobre os critérios de distribuição de vacinas no interior do Rio Grande do Norte, atendendo ao questionamento do deputado Gustavo. E adiantou que as estatísticas para distribuição são feitas com base em dados do IBGE. “Hoje foi noticiado que o Rio Grande do Norte é o segundo estado com melhor efetivação na distribuição de vacinas”, disse o deputado, afirmando que o RN está atrás somente do Amapá. “As vacinas chegam e há uma celeridade, que é quase imediato o processo de distribuição”, afirmou.

Francisco do PT falou ainda em seu pronunciamento sobre um Projeto de Lei de sua autoria, que está tramitando na Casa, que cria um programa de crédito para mototaxistas e motoboys, que já tiveram a profissão regulamentada no Estado. O projeto, caso seja aprovado, vai permitir que esses profissionais tenham acesso a uma linha de crédito para comprar motos novas ou usadas, e entre outros benefícios, possam garantir a regularização fiscal dos veículos.

O deputado George Soares destacou a portaria publicada nesta terça-feira no Diário Oficial do Estado, liberando a realização de vaquejadas. O movimento encampado por ele junto ao Governo teve o apoio dos secretários Carlos Eduardo Xavier, da Tributação, e Guilherme Saldanha, da Agricultura. “O Rio Grande do Norte vai voltar a ter vaquejadas”, comemorou George, ressaltando que os eventos não terão público, seguindo os protocolos da pandemia.

Último orador no horário de lideranças, o deputado Coronel Azevedo fez críticas à CPI da Covid, realizada no Senado. “É inadmissível algumas participações e alguns protagonismos”, afirmou o parlamentar. Azevedo rebateu a forma como a médica Nise Yamaguchi foi questionada pelos senadores. “Ela foi covardemente agredida e destratada”, disse o deputado, cobrando a defesa de defensoras de mulheres. Para o Coronel Azevedo, a CPI do Senado trata-se de um movimento para atacar o Governo Federal. Ele parabenizou o Conselho Federal de Medicina pela defesa da médica acusada pela CPI de defender tratamento precoce contra Covid-19.