Desembargador derruba liminar que impedia Calheiros de ser relator da CPI da Covid

Presidência do Senado




O desembargador Francisco de Assis Betti, do TRF-1 (Tribunal regional Federal da 1ª Região), determinou a suspensão da liminar que impedia Renan Calheiros (MDB-AL) de ser indicado como relator da CPI da Covid no Senado Federal, segundo o portal UOL. Os trabalhos do colegiado tiveram início na manhã desta terça-feira (27).

Uma liminar concedida na segunda (26) pelo juiz Charles Renaud, da 2ª Vara Federal de Brasília, impedia que Renan tomasse posse como relator da CPI. A liminar atendeu a um pedido da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), aliada ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

No início da sessão desta terça, o senador bolsonarista Ciro Nogueira (PP-PI) tentou impedir a instalação da comissão apontando uma suposta irregularidade regimental na escolha de membros. Seu pedido, contudo, foi negado pelo presidente da reunião, o senador Otto Alencar (PSD-BA).

A CPI da Covid-19, dentre outras frentes, investigará se o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) se omitiu no enfrentamento à pandemia.