Desemprego cairá para um dígito em 2022, diz secretário de Previdência e Trabalho

Embora ainda em um patamar alto em 2022, a taxa de desemprego cairá para um dígito, prevê o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, em entrevista ao Valor Econômico.

Segundo Marinho, o desemprego será de aproximadamente 9,5% no último ano do mandato do presidente Jair Bolsonaro.

Marinho também reconheceu que “não pegou bem” a proposta de taxar em 7,5% os pagamentos do seguro-desemprego para financiar a desoneração da folha do primeiro emprego, no âmbito do Contrato de Trabalho Verde e Amarelo.

“A gente tem visto a reação do Congresso e da própria sociedade. Mas o Congresso tem a legitimidade, a capacidade e a condição de buscar uma fonte alternativa para que a gente preserve um programa que é importante, que é essencial”, declarou