in , , , ,

Em audiência pública, SESAP confirma pioneirismo no manejo clínico do coronavirus no Brasil

O Rio Grande do Norte, através da Secretaria de Estado de Saúde Pública (SESAP), foi o primeiro Estado do país a publicar o protocolo de manejo clínico do coronavirus e também uma dos primeiros do Brasil a apresentar seu Plano de Contingenciamento para o novo vírus. Estas foram algumas das boas notícias apresentadas, esta tarde, na audiência pública promovida pelo Deputado Ubaldo Fernandes (PL) na Assembleia Legislativa, com o tema “Coronavirus e RN: estamos preparados?”.

“Precisamos nos preocupar com a prevenção, já que o coronavírus vem se espalhando rapidamente pelo mundo. Sabemos que o Rio Grande do Norte é vocacionado para o turismo e, se não tivermos o devido controle, esta nova epidemia pode afetar a saúde da população e a economia norte-rio-grandense”, destacou Ubaldo.

O parlamentar atualizou a todos sobre os últimos números do coronavírus divulgados pelo Ministério da Saúde. De acordo com o balanço, existem 25 países atingidos pelo novo vírus, além da China, país originário da doença. Sobre a quantidade de mortes, a China teve 1.772 registradas; Japão, Filipinas e França somam três. Até o último dia 17, foram notificados 71.429 casos em todo o mundo (70.635 somente na China). Ainda segundo o Ministério da Saúde, o Brasil permanece sem registro do novo coronavírus. Possui três casos suspeitos e monitorados (dois em São Paulo e um no Rio Grande do Sul). Até agora, 45 casos já foram descartados em todo país.

Dirigentes das Secretarias de Saúde Municipal e Estadual, do Hospital Giselda Trigueiro e do Hospital Maria Alice Fernandes, do Laboratório Central, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), da Marinha e da Coordenadoria das Promotorias de Defesa da Saúde Pública de Natal compareceram ao debate e prestaram esclarecimentos sobre como o Estado está preparado para combater o novo vírus.

A Subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da SESAP, Alessandra Lucchesi, relatou que a formatação do Plano de Contingência do Estado foi fruto de um esforço conjunto da Secretaria Estadual e da Secretaria Municipal de Saúde de Natal, além da coordenação da Anvisa em Natal. “Primeiro, fizemos uma discussão técnica com diretores médicos de hospitais públicos e privados do RN sobre a introdução e a detecção do vírus no Estado; depois iniciamos as articulações com os diversos órgãos envolvidos, para discutir o fluxo que seria estabelecido e os níveis diferentes de atuação: fora do Brasil, em outro estado, aqui no RN e em caso de aumento de casos locais”, explicou.

Ainda conforme a subcoordenadora, no dia 10 de fevereiro deste ano, o Plano foi publicado e, posteriormente, apresentado a todas as secretarias municipais do Estado. “Hoje, temos toda uma rede assistencial, vigilância laboratorial ativa e rede de comunicação preparada”, concluiu Alessandra Lucchesi.

O coordenador de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados do RN, Francisco Canindé de Souza garantiu que, após a publicação, no dia 22 de janeiro, da nota técnica da ANVISA para portos, aeroportos e fronteiras, a instituição começou a agir. “A resposta foi imediata e o plano logo surtiu efeito. O aeroporto Aluízio Alves também realizou o primeiro procedimento padrão do Brasil. Estamos nos mantendo preparados para qualquer mudança de cenário”, frisou.

O diretor Geral do Hospital Giselda Trigueiro, o infectologista André de Araújo Prudente, disse que o fato do coronavirus ter sido identificado em apenas sete dias representa um avanço imenso para humanidade. “Dizer que estamos totalmente preparados para um caso de coronavírus é arriscado. Mas posso dizer que nunca vi uma mobilização tão grande por um vírus que nem chegou aqui”, disse. O médico lembrou ainda o fato de que o Brasil tem vantagens em relação a outros países, já que a exposição aos raios ultravioletas e a altas temperaturas destrói o vírus.

A última fala foi da coordenadora das Promotorias de Defesa da Saúde Pública de Natal, Iara Maria de Albuquerque, que solicitou à SESAP que desse atenção especial à Secretaria Municipal de Saúde de Areia Branca, devido a existência do Porto no local. A promotora elogiou a preparação dos órgãos envolvidos.

Ao final da audiência, Ubaldo Fernandes também enalteceu o empenho dos envolvidos no Plano de Contingência do RN e, como encaminhamento, prometeu enviar ao Governo do Estado um documento em que solicita maior apoio e integração da Secretaria Estadual de Saúde com o Porto de Areia Branca.

Câmara de Natal, Neto Santos Coordenará campanha do pré candidato Paulo Pessoa na Zona oeste .

Bairro de Mãe Luíza recebe homenagem da Câmara pelos seus 62 anos de história