Em Macaíba Polícia Civil fecha Rinha de Galo e leva 50 pessoas para a delegacia


Dois homens foram presos em flagrante e pelo menos 50 pessoas foram para a Delegacia para assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) após serem flagrados participando de uma rinha de galos, em Macaíba, Grande Natal, na noite desta quinta-feira (6). Segundo a Polícia Civil, 11 galos da raça Mura, briga foram encontrados no local. Os animais foram entregues a uma associação de criadores de galos da raça encontrada no local.

De acordo com a polícia, o dono da casa e um detento que cumpria pena no regime aberto foram presos em flagrante. Ainda conforme informações da corporação, mulheres e crianças também estavam no local. As crianças foram entregues a familiares.

Segundo Cidorgeton Pinheiro, delegado da Polícia Civil em Macaíba, a corporação fez um trabalho de vigilância no local e conseguiu flagrar a rinha. “Nos últimos dias recebemos notícias de maus tratos a galos devido a rinhas. Fizemos trabalho de vigilância e foi comprovado”, disse.

A Polícia Civil precisou de um ônibus para conduzir os participantes para a Delegacia da cidade. Entre os levados, estavam quatro mulheres e um cadeirante.

De acordo Edward Reis, advogado dos detidos, disse que a maioria das pessoas assistia a partida sem saber que se tratava de crime ambiental. “A ideia principal é de que a grande maioria não participou efetivamente. Estavam como meros espectadores”, defendeu. Rondinelle Dantas, advogado do dono da casa, disse que, segundo o proprietário, nada funcionava no local