in

Entidades de ciclismo buscam Governo e apresentam pleitos por melhorias do trânsito em Natal. Campanhas de conscientização e interdição de áreas isoladas estão na pauta

Nesta quarta-feira (4), os presidentes das federações de Triatlo e de Ciclismo do RN se reuniram com a governadora Fátima Bezerra. A pauta do encontro girou em torno de medidas que viabilizem e melhorem a prática esportiva e o transporte por bicicleta. Triatletas, ciclistas e professores das principais assessorias esportivas de Natal que atuam com triatlo também participaram da audiência.

“Nós não queremos atrapalhar o trânsito, mais direitos que outros, muito menos mais espaços que ninguém. Pelo contrário, a ideia é ajudar porque atualmente está tudo muito desordenado. Em 2020 vimos o número de ciclistas, seja de competição, seja de passeio, aumentar consideravelmente em Natal e no Estado. Então, o que já era necessário, agora é urgente. Precisamos de providências que levem mais segurança a todos os envolvidos no trânsito, motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. Nesse contexto apresentamos uma pauta exequível, simples, barata e que pode salvar vidas”, diz o advogado Edson Gutemberg, que representou a OAB e é um dos líderes do movimento.

A governadora e o grupo discutiram pautas como a implantação de uma ciclofaixa na Via Costeira, a melhoria do asfalto na ciclofaixa da Rota do Sol, uma campanha educativa de conscientização no trânsito com foco no ciclismo e a interdição programada de uma área para treinamentos na Rota do Sol e/ou Via Costeira, diariamente, no horário das 5h às 7h.

“Nossa pauta abrange medidas de infraestrutura com a melhoria no asfalto e sinalização das ciclovias e ciclofaixas já existentes na cidade. Medidas educativas diante da urgência para que todos conheçam seus papeis no trânsito, como proceder, quais os limites, direitos e deveres de cada um. E por fim, providências no sentido esportivo com a interdição diária de uma área pra treinamentos. Apontamos a Rota do Sol pelo baixo fluxo de carros nesse horário, ou seja, não impacta no trânsito e nos permite treinar em segurança. Pra facilitar, sugerimos que em épocas de alta estação, essa interdição seja em outras áreas como pro exemplo a Via Costeira ou Anel Viário do Campus da UFRN”, diz Breno Perruci, jornalista e triatleta amador.

A chefe do Executivo disse que as reivindicações são legítimas e o Governo vai estudar a viabilidade das reivindicações. “Já estamos trabalhando na implantação da ciclofaixa na avenida Roberto Freire e estamos renovando a sinalização na Via Costeira. O Governo vai analisar as outras solicitações do ponto de vista técnico e tomar uma decisão”, afirmou Fátima Bezerra. Ela ainda acrescentou que “esta questão merece toda nossa atenção, até por que a locomoção por bicicleta para trabalho, lazer ou esporte veio para ficar”.

A campanha educativa para orientar motoristas e ciclistas sobre o comportamento no trânsito será feita pelo Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran-RN), esclarecendo as normas do Código de Trânsito Brasileiro. A campanha terá pontos como o espaço a ser respeitado por cada condutor e a diferenciação entre ciclovia e ciclofaixa, pois ciclovia é voltada para passeio e a ciclofaixa para locomoção em maior velocidade.

A melhoria do asfalto na ciclofaixa da Rota do Sol, que em alguns pontos apresenta rachaduras, o que dificulta os treinos de velocidade e comprometem a segurança dos ciclistas, será executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e o Departamento de Estradas de Rodagem do RN (DER-RN).

Os ciclistas, além dos já citados na matéria, ainda foram representados pelo presidente da Federação de Triatlon do RN, Stenio Bezerra; o presidente da Federação Norteriograndense de Ciclismo, Thiago Bezerra; e o triatleta e professor da CB Sports, Adriano Barros. Os triatletas e professores Dani Cerveira, da Cerveira Team, e Luís Marcelo de Lima, da LM assessoria, também assinam o documento com os pleitos, fazem parte da comissão, mas não puderam estar presentes.

“Nossa intenção é mostrar que não se trata de medidas pra atender uma pequena parcela da população. O uso de bicicletas nas ruas de Natal é uma realidade nas 4 zonas da cidade, ou seja, não dá mais pra encarar a situação sem providências. Como falou a governadora, veio pra ficar, então temos um novo cenário que requer uma mudança cultural, a difusão de novos conceitos e uma ampla campanha de conhecimento. Diversas capitais do Brasil já praticam há anos, e agora chegou a hora de Natal e do Rio Grande do Norte”, destaca Stênio Bezerra.

Na reunião a governadora esteve acompanhada do secretário de Estado da Infraestrutura, Gustavo Coelho, do diretor geral do DER-RN, Manoel Marques, e da subsecretária do Trabalho, Samanda Alves. O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual George Soares também participou da audiência.

Cosern doa 20 respiradores para 03 hospitais públicos do Rio Grande do Norte

Pesquisa Ts2 aponta para reeleição da prefeita de Areia Branca