in , , ,

ENTREVISTA COM RIDALVO FELIPE SOBRE AS LUTAS DO MOVIMENTO SECUNDARISTA DO RIO GRANDE NORTE, NA DECADA DE 1990

Ridalvo Felipe de Lucena, trabalha desde os 17 anos, atualmente exerce as funções de comunicador, blogueiro, produtor de eventos esportivos, culturais e digital influencie nas redes sociais. Nesta entrevista, ele fala pela primeira vez, como foi a sua experiência e a trajetória na liderança dos estudantes de Natal *

🎙*SUA TRAJETÓRIA NO MOVIMENTO SECUNDARISTA?*
Iniciei aos 15 anos de idade no movimento secundarista, na cidade Patos/PB, exatamente no ano de 1982, na Escola Estadual Pedro Aleixo, quando fui eleito presidente do Centro Cívico João Pessoa e em 1983, renunciei ao mandato, porque tive que me mudar para Natal/RN, por questões familiares.
Nos anos de 1983 a 1985, não pude continuar no movimento secundarista devido as condições financeiras. Mas durante esse período, me identifiquei muito com a militância jovem em prol do movimento das Diretas Já, que mobilizou Já no pais inteiro e sempre quando podia, participava das passeatas e atos a favor das Diretas Já nas ruas de Natal.
Em 1988, já com a maior idade, consegui um trabalho e muito feliz com o pais vivendo em plena democracia, me impulsionei a voltar ao movimento estudantil e daí, fui eleito presidente do Grêmio Estudantil Café Filho da Escola Estadual Winston Churchill.
No ano de 2000, participei no Colégio Atheneu, do Congresso da UMES, União Metropolitana de Estudantes Secundaristas de Natal onde fui eleito Presidente da UMES, pelos delegados que defendiam a unificação do movimento estudantil.
A nossa diretoria da UMES com o lema: “Lutar e Vencer”, foi a primeira Diretoria Legalizada em Cartório após o Regime Militar e atuou de 1990 a 1992.
Dando garantia ao processo democrático na entidade, realizamos o congresso da UMES e foi eleito a nova diretoria.

🎙*COMO FOI SUA EXPERIÊNCIA DIRIGINDO O MS? (GESTÃO)*
Foi um grande aprendizado que guardo até hoje. Na verdade, o Movimento Estudantil é uma grande escola para vida.
Mesmo com muitas dificuldades financeiras, nunca faltou coragem nem estimulo dos companheiros de movimento, para tocar as lutas dos estudantes nas escolas e nas ruas.
O maior desafio nosso, era crescer a militância para conviver em harmonia em torno de uma sintonia de ideias, onde geravam os debates em torno da criação e reativação dos grêmios estudantis, calados pela ditadura militar.

🎙*QUAIS AS BANDEIRAS DE LUTAS E CONQUISTAS?*
A nossa gestão de 1990 a 1992 “Lutar e Vencer” lutou pela criação de 22 novos grêmios e a reativação de mais 10;
Aquisição de 30 kits de material de expediente e esportivos para os Grêmios Estudantis;
Realização das Gincanas Culturais Estudantis;
Melhoria do ensino público com qualidade;
Democratização da escola pública com eleições diretas para diretor escolar, onde cheguei a compor a comissão de eleições diretas para diretor, através de nomeação em Diário Oficial.
Reforma das escolas com bebedouros, biblioteca, ar-condicionado e ventiladores e melhores laboratórios;
Meia entrada cultural em shows, teatro, cinema, circo, estádio de futebol e vans;
Meia entrada para aos estudantes a nível estadual;
Carteira Gratuita para 400 mil estudantes;
Luta contra o aumento mensal das mensalidades escolar nas escolas particular:
Melhores condições de funcionamento, estadia e alimentação dos alunos residentes nas casas de estudante;
Mudança no Vestibular sem ponto de corte nas matérias;
Vestibular por área, com a aplicação e provas relacionadas com cada curso;
Fim da cobrança das taxas de vestibular para os mais carentes:
Criação dos Jogos da Rede Pública CEM’s antes dos Jerns;
Instalação do canal MTV em Natal;
Realização do maior Congresso Estudantil da UMES, com 690 delegados inscritos de 68 escolas de Natal.

🎙*COMO ESTAVA O PAÍS E A EDUCAÇÃO NA SUA GESTÃO?*
O pais estava em clima de democracia total, as pessoas voltaram a ter a liberdade de opinar, sugerir, criticar, votar nos governantes e fazer movimentos de rua;
A escola ainda vivia uma cultura do Diretor biônico, indicado pelo político que ele votava e isso nos dava mais coragem de enfrentá-los.
A educação era na base, comandada pelo político que dava as ordens de fora para dentro e não a comunidade. Os direitos dos professores e alunos eram desrespeitados, e na maioria dos casos, eram proibidos de tomar posições externas.
Só com a chegada da sindicalização, da mídia televisiva e da criação de vários partidos políticos, as coisas ficaram mais transparentes e mais abertas para reivindicações.
Após muitas lutas, foram criados os conselhos de escolas formados por alunos, pais, funcionários e professores e daí foi mais fácil, mudara realidade da escola e consequentemente, a conquista da eleição para diretor das escolas.
🎙*O QUE ACONTECIA NO MUNDO?*
No mundo, acontecia a globalização da economia, e a moda do consumismo tomou conta dos celulares, carros importados, a guerra Iram x Iraque, o comunismo da União Soviética perdendo forças, a queda do muro de Berlim, o ROCK e o POP ganhando tendências mundiais com o surgimento de novos astros da música como Michael Jackson, Madona, U2, AHA, Prince, Bom Jovi, Cazuza, RPM, Lobão etc.

🎙*O QUE LHE CHAMOU ATENÇÃO NO CAMPO DA CULTURA E DA CIÊNCIA?*
Foi a revolução tecnológica dos satélites, onde os programas se tornaram ao vivo, os flashes, as reportagens, as imagens, as músicas passaram a rodar o mundo através de Transmissões ao vivo no Rádio, e TV, o celular e a internet nos computadores com a fácil identificação e localização de um ponto ou qualquer coisa na terra.
Posso também citar a realização da Eco 92 que fez os homens que comandam o mundo irem ao Rio de Janeiro, discutir o meio ambiente, sendo a maior reunião de chefes de Estado já realizada.
Lembro ainda, das fantásticas descobertas da ciência, onde os aparelhos alcançaram Marte, o lançamento do famoso Viagra e o clone da ovelhinha Dolli

🎙*QUAIS LÍRICAS QUE MAIS FEZ VOCÊ RIR COM SEUS AMIGOS?*
Continua… As reuniões da nossa militância eram marcadas pelos debates acalorados e aconteciam sempre que tinham questões importantes para serem votadas, mas na hora das votações, os nossos opositores em minoria, ficavam repetindo a mesma coisa, em sequência, para cansar os integrantes da nossa diretoria com o intuito deles cansarem e saírem da votação, e ganhar na votação. Mas a nossa militância nunca desistia e sempre aprovava as questões em disputa. Depois disso, todos iam beber cana no Bar do Coelho, cota das pratinhas, isso era muito bom…

🎙*OQUE LEVA DE EDUCATIVO DEPOIS DA EXPERIÊNCIA MOVIMENTO SECUNDARISTA?*
O conselho que destino é para que todo jovem deve passar pelo movimento estudantil, para poder saber debater, saber criticar, saber passar dificuldades, reagir as dificuldades e vencê-las.
Com toda certeza, o movimento estudantil é a maior e melhor escola da vida, onde nos educamos a não ficar parados, esperando a hora acontecer.
Com a experiência adquirida no movimento estudantil, somos preparados para até sermos presidente da República e para encontramos um grande amor.

🎙*QUAIS AS FORÇAS POLÍTICAS EXISTENTES E QUAIS AS POLÊMICAS?*
A forças existentes no movimento estudantil em Natal quando cheguei, eram duas.
O movimento não era unido, mas porem muito aceso e atuante. Lembro que tinham duas diretorias da UMES, dirigidas e rompidas, que agiam em prol dos interesses dos estudantes mas, guiados pelos impulsos da época. De um lado, um grupo do MR8 que era apoiado pelo governador de Orestes Quércia de São Paulo, do outro lado, tinha o grupo que era ligado aos movimentos sociais.
Quando eu entrei no movimento para valer, eu defendia a unificação das duas UMES, como não foi possível e criei a terceira força independente, mas contava com apoio de jovens ligados ao Leonel Brizola, governador do Rio de janeiro e simpatizantes de outros partidos.

🎙*UMA FRASE E UM LIVRO*
Frase: “Eu tenho fome e sede de paz. Dessa paz do Cristo que se apoia na justiça. Eu tenho fome e sede de diálogo, e é por isso que eu corro por todos os lados de onde me acenam, à procura do que pode aproximar os homens em nome do essencial… E falar em nome daqueles que são impedidos de fazê-lo.”
Dom Elder Câmara
LIVRO: *DOM HELDER CÂMARA: O PROFETA DA PAZ*

🎙*UMA MÚSICA*
*Amor Pra Recomeçar* Frejat
Eu te desejo
Não parar tão cedo
Pois toda idade tem
Prazer e medo
E com os que erram
Feio e bastante
Que você consiga
Ser tolerante
Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero
Desejo
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor
Pra recomeçar
Pra recomeçar
Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um
Você possa confiar
E que tenha até
Inimigos
Pra você não deixar
De duvidar
Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero
Desejo
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor
Pra recomeçar
Pra recomeçar
Eu desejo
Que você ganhe dinheiro
Pois é preciso
Viver também
E que você diga a ele
Pelo menos uma vez
Quem é mesmo
O dono de quem
Desejo
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor
Pra recomeçar
Eu desejo
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Pra recomeçar
Pra recomeçar
Pra recomeçar

Vivaldo pede instalação de Centro de Educação Profissional e recuperação de estrada em Caicó

O Menino de São Gonçalo trabalhando para ser candidato