Ezequiel omite apoio à Fátima e afirma que PSDB pode ter candidato a governador




Diante da candidatura própria do PSDB nacional às eleições presidenciais de 2022, o presidente estadual do PSDB potiguar e da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira afirmou que o partido poderá ter candidato a governador e senador no RN nas próximas eleições.

A afirmação foi dita com exclusividade ao Agora RN, em entrevista gravada durante a visita do governador de São Paulo, João Dória, a Natal, na última sexta-feira 27.

Questionado se o PSDB potiguar já possui algum nome em vista para o governo do Rio Grande do Norte ou mesmo se ele aceitaria ser indicado para representar a sigla e encabeçar uma chapa majoritária em 2022, Ezequiel sorriu e desconversou, alegando que o partido possui candidatos fortes para concorrer ao cargo de governador e de senador.

“O que não falta é candidato, tanto para o governo como para o Senado, sem dúvida”, afirmou.

O presidente estadual do PSDB potiguar optou pelo silêncio quando foi perguntado, por duas vezes, se manterá o apoio do partido à reeleição da governadora Fátima Bezerra, do PT.

E desconversou, mais uma vez, sobre nomes para os cargos majoritários que poderiam disputar o pleito pelo PSDB.

Ezequiel explicou que a definição sobre os nomes só ocorrerá após a aprovação, ou não, da proposta de emenda constitucional (PEC) da Reforma Eleitoral, aprovada em dois turnos pela Câmara dos Deputados e que está aguardando análise pelo Senado Federal.

“Precisamos saber quais serão as regras do jogo que irão definir como serão as próximas eleições”, explicou Ezequiel.

Ezequiel Ferreira falou ainda sobre especulações em torno da possível saída de deputados da base para outros partidos, mas que isso só será discutido internamente após a definição do Senado.

“Precisamos saber como ficará, porque há a possibilidade de haver o distritão, depois foi ventilada a possibilidade de ter coligação e também de permanecer como está, acabando com a sobra de votos.

Então, estamos aguardando essa definição para sabermos como iremos nos posicionar”, enfatizou.

Agora RN