Filhos de Cid Moreira pedem interdição do pai e prisão da madrasta



Os filhos do apresentador Cid Moreira, Roger e Rodrigo Moreira, entraram com um processo na vara da família de Petrópolis, Rio de Janeiro, requerendo a interdição do pai e a prisão da madrasta, Fátima Sampaio Moreira, de 53 anos, acusada por eles de manter Cid em “cárcere privado” e de dilapidar o patrimônio, transferindo os bens do jornalista para o seu nome. Eles também pedem bloqueios de bens e revisão das contas bancárias do pai.
“Os dois filhos do Cid Moreira me procuraram porque estão preocupados com o pai. O pai está passando por um momento muito difícil.
Ele tem 93 anos e a impressão que dá é que ele está sendo usado. Estão tirando todo o patrimônio e eu vou buscar o Ministério Público, a Justiça, a Policia, o Juizado da Família e principalmente a Delegacia do Idoso para que supram essa situação difícil que o pai está passando.
Estou bloqueando todos os bens e estou pedindo é Justiça”, disse o advogado Ângelo Carbone à jornalista Fabia Oliveira, do jornal O Dia.
Nos autos, Rodrigo e Roger destacam que o pai é ‘pessoa idosa, senil, está vulnerável e que desconhece o que faz e atualmente, não tem condições de administrar seus bens’. Eles ainda alegam que Fátima tem nas mãos ‘uma procuração duvidosa, que com isso esteja manipulando tudo, e passando tudo para ela, ou para seus familiares’.
Os filhos do apresentador argumentam que Fátima Moreira casou com Cid motivada “por interesses econômicos”.

No processo, Fátima também é acusada de agredir o esposo, de dar comida vencida a ele e deixá-lo sem medicação.

Os filhos também acusam a madrasta de apropriação indébita e formação de quadrilha.