Fumo maconha todo dia”: Nelson Motta revela hábito que mantém há 55 anos


Nelson Motta está à vontade. Na sala do seu apartamento, em Ipanema, ele usa short preto e camiseta de malha, numa tarde chuvosa de quinta-feira. Pede uns minutinhos para enviar ao jornal o artigo que acabara de finalizar e aproveita para fazer um post no Instagram, em que relembra o início da carreira. “Olhem só que rapaz de sorte. Com 22 anos, na sua primeira viagem va Nova York, recebido e fotografado pela fabulosa artista gráfica carioca Bea Feitler, que era diretora de arte da ‘Harper’s Bazaar’”, escreveu na legenda de um retrato seu em preto e branco.

Nelsinho chega aos 75 anos no próximo dia 29, mantendo inabalado um de seus maiores bens: “Tenho uma memória incrível, não sei por quê. Fumo maconha todos os dias, há 55 anos. Talvez seja por ter começado tarde, ali com uns 20 anos. Dizem que quando se começa cedo é que afeta os neurônios. Meu pai falava que eu era a prova viva desse mito. É bom preservar isso, né ? À medida que as pessoas vão envelhecendo, o HD vai enchendo”. Em plena atividade, o produtor musical e escritor tem lançamentos de livro e documentário previstos para o ano que vem e planeja um novo musical.

O Globo