Gatinha da Cracolândia’ faturava R$ 6 mil por dia e tinha clientes famosos



A jovem conhecida como Gatinha da Cracolândia, presa na quinta-feira (22) em Barueri, na Grande São Paulo, suspeita de tráfico de drogas na Cracolândia, atendia pessoas famosas e chegava movimentar, junto de seu namorado, mais de R$ 6 mil por dia, de acordo com a apuração da Polícia Civil.

Entre os entorpecentes apreendidos, havia uma quantidade de maconha, crack e cocaína avaliada em R$ 8.500.

Segundo a Record TV, os investigadores buscam agora descobrir quem são as pessoas famosas atendidas pela jovem e pelo namorado.

Lorraine Cutier Bauer Romeiro, de 19 anos, havia sido flagrada comercializando crack na região central da capital paulista. Nas imagens, ela aparecia com André, seu namorado, em uma tenda. O mandado de prisão contra ela foi cumprido como parte da Operação Carontes, da Polícia Civil.

Já detida, a jovem informou que escondia drogas no Hotel Avaré, na rua Helvetia, próximo à Cracolândia.

Em um prédio abandonado ao lado do hotel, foram apreendidos os entorpecentes e, no estabelecimento, a polícia encontrou objetos produto de furto; o porteiro foi preso em flagrante.