in

Globo detona Gusttavo Lima após cantor lançar música sobre balada

:


Ameaçado de perder fortuna para compositor, Gusttavo Lima lançou o single “Balada do Buteco” na última quinta-feira, mas sua estratégia não agradou boa parte do público. O cantor, flagrado na mesma casa que a ex Andressa Suíta recentemente, foi massacrado pela Globo em uma publicação e teve sua nova música detonada.

A publicação se deu através do jornalista Mauro Ferreira, do G1, o portal de notícias da Globo, que criticou o lançamento de “Balada do Buteco” e ressaltou que foi lançada na “pior hora possível”, com o Brasil ultrapassando as 200 mil mortes por Covid-19:

“Gusttavo reaparece com música que narra, com versos simplórios, a curtição na sexta-feira (“com ‘s’ de superar”) de cara que, após brigar com a mulher, vai para o bar beijar e tomar todas”

Sobre o artista
Gusttavo Lima, nome artístico de Nivaldo Batista Lima (Presidente Olegário, 3 de setembro de 1989) é um cantor, compositor, produtor musical e empresário brasileiro. Começou sua carreira aos sete anos de idade, tocando no Trio Remelexo, formado por seus irmãos mais velhos, Willian & Marcelo, e depois passou por uma dupla sertaneja chamada Gustavo & Alessandro.

Autodidata, Gusttavo é multi-instrumentista toca violão, viola, guitarra, piano, bateria, baixo e sanfona. Em 2009, lançou seu primeiro disco pela Audiomix, e nessa mesma época começou a fazer sucesso com a canção “Rosas, Versos e Vinhos”, que alcançou a primeira posição em uma rádio regional e mais tarde entrou nas paradas do Brasil Hot 100 Airplay.

Em 2010, o cantor lançou seu primeiro álbum ao vivo, intitulado Inventor dos Amores, que obteve três singles de sucesso: “Inventor dos Amores”, “Cor de Ouro” e “Refém. A canção “Inventor dos Amores” ultrapassou a marca de 70 milhões de visualizações no Youtube, e alcançou a 17ª posição nas paradas do Brasil.

Tornou-se nacionalmente conhecido com a popularidade da canção “Balada”, que o próprio definiria de forma negativa, tendo inclusive se recusado a gravá-la inicialmente, mas que eventualmente se tornou um hit, alcançando a terceira posição da Billboard Brasil. A canção também fez sucesso em diversos países como Holanda, Bélgica, Espanha, Estados Unidos, França, Suécia, entre outros.

Ano de 2021 pode ser o mais “rápido” da história

Em Natal, Henry Cejudo reforça treino dos irmãos Pitbull e espeta Deiveson: “Babá do meu cinturão”