O Secretário Especial da Previdência e do Trabalho, Rogério Marinho, esteve na última quarta-feira (29) em visita a oficinas de costura integrantes do Pró-Sertão, acompanhado de uma comitiva de empresários e representantes da Fiern e Sebrae. Na oportunidade, o ex-deputado federal anunciou um aporte de R$ 10 milhões que será conveniado pelo Governo Federal com a prefeitura de Parelhas para a instalação de uma Central de Corte Têxtil, que possibilitará que os produtores locais também empreendam com marcas próprias. “Parelhas estabeleceu um polo industrial e geograficamente pode atender o conjunto de municípios com uma logística melhor”, explica o secretário.

Outra novidade anunciada por Rogério foi a consignação no orçamento desse ano de quase R$ 20 milhões para também viabilizar um Centro de Comercialização, que permita que pessoas de outros estados possam se abastecer das marcas do Seridó em uma central.

“O DNA do empreendedor está no Seridó. Uma região que tem os melhores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) e, paradoxalmente, os menores índices pluviométricos. Testemunhamos pessoas que sabem fazer uma silagem para conservar a vida do gado, uma compota, um artesanato, tem talento para a música e a cultura, pessoas que conseguem sobreviver com criatividade”, destaca Rogério.

Ele também pediu o apoio do empresário André Street – cofundador da Stone – que esteve conhecendo o Rio Grande do Norte, para sensibilizar parceiros nacionais. “André é o maior vendedor que podemos ter. Um empresário de 35 anos que tem relacionamento com todo mundo empresarial e que pode trazer a atenção de grandes investidores para o nosso Estado”, frisou o secretário do Trabalho e Previdência.

André Street, que trabalha com tecnologia e setor financeiro, explicou que o objetivo da sua visita ao estado é conhecer os potenciais e as várias iniciativas empreendedoras do RN e observar o setor produtivo por trás da cadeia. “Buscar entender, por exemplo, como empreendedores do semiárido conseguem coisas extraordinárias a partir da mentalidade empreendedora. Vou enviar uma carta a todos os meus clientes do setor têxtil dizendo que estive aqui e presenciei o trabalho de qualidade de vocês. Minha missão será sensibilizar para aumentar a carteira de clientes”, conclui o cofundador da Stone.

Agência Sebrae

Fonte: Portal Grande Ponto