O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), realizou o pagamento de R$ 13 milhões às empresas que atuam na construção do Complexo de Oiticica. O débito pago foi referente às medições e serviços de outubro, novembro e dezembro de 2018. A expectativa é que agora as obras do Complexo tenham um ritmo mais acelerado.

Os recursos integram os R$ 101 milhões que estavam empenhados, advindos de emendas impositivas da bancada federal. “Com muito esforço e integração com a Secretaria de Planejamento (Seplan), conseguimos sanar os entraves burocráticos para esse pagamento. As construtoras assumiram compromisso de acelerar o ritmo as obras, daqui a dois meses já vamos perceber a diferença, principalmente na Nova Barra de Santana” afirma o secretário João Maria Cavalcanti. Ele contou que já está em contato com o Dnocs, órgão interveniente do convênio, para a liberação do restante das verbas que somam os R$ 101 milhões.

As obras da parede da barragem já se encontram com um percentual de execução de 70%. O governo também cuida da Nova Barra de Santana, construída para abrigar os moradores do distrito que será alagado pela construção do reservatório. Atualmente o percentual de execução desta obra é de 56%. Ela está sendo realizada pelo Consórcio EIT/ENCALSO, sob a supervisão da KL serviços de Engenharia S/A. A cargo do Consórcio Solo Penascal está a construção da Nova Barra de Santana. As informações são do Agora RN