in

Guedes quer aprovar auxílio emergencial em até três semanas, diz site

Brasilia DF 12 08 2019 O ministro do STJ, Ricardo Villas Boas Cueva e o Ministro da Economia, Paulo Guedes, durante o Seminário Declaração de Direitos de Liberdade Econômica - Debates sobre a MP 881/19.foto Marcelo Camargo/Agencia Brasil



O ministro da Economia, Paulo Guedes, prevê a aprovação do auxílio emergencial em até três semanas. Segundo informações do Broadcast/Estadão, o chamado “novo marco fiscal” deve incluir a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do pacto federativo, que é uma cláusula de calamidade pública (semelhante a PEC de Orçamento de Guerra, aprovada em 2020).

Com a aprovação, o governo federal irá retirar os gastos com o auxílio das regras fiscais, a exemplo do teto de despesas. No entanto, a previsão é que sejam criadas regras condicionantes, como medidas automáticas de contenção de gastos.

A expectativa é que a primeira parcela do auxílio seja paga já no próximo mês e as outras duas devem ser pagas em abril e maio. Cada parcela deve ser de R$ 250.

Rio interrompe vacinação contra a covid-19 por falta de doses

Aquilo é brincar com a morte?’, diz governadora do RN sobre aglomerações em Pipa; reforço é enviado para fiscalização