Hoje na base de Fátima, deputados do PL vão se reunir para discutir futuro do partido no RN após filiação de Bolsonaro



Líder no PL no RN, João Maia está em Brasília para reuniões com representantes da executiva nacional do partido18/11/2021 | 16:19

Deputados do PL farão reunião para discutir futuro do partido – Foto: Reprodução
Os deputados estaduais que formam a bancada do PL na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte farão uma reunião em Natal na próxima semana com o presidente estadual do partido, deputado federal João Maia, para discutir o futuro da sigla no Estado.

Atualmente integrante da base aliada da governadora Fátima Bezerra (PT) na Assembleia, o partido se prepara para receber a filiação do presidente Jair Bolsonaro – o que pode acontecer ainda em novembro. No RN, o PL tem três deputados estaduais: George Soares, Kleber Rodrigues e Ubaldo Fernandes.

Líder no PL no RN, João Maia está em Brasília para reuniões com representantes da executiva nacional do partido. Nas conversas, o deputado vai sondar se a chegada de Bolsonaro vai permitir que o partido continue na base de aliada de Fátima – que defende a eleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2022.

Os três deputados estaduais e o próprio deputado João Maia querem saber se terão liberdade para apoiar qualquer nome para o Planalto e o Governo do Estado nas próximas eleições, mesmo estando no partido que será de Bolsonaro.

“Estamos aguardando o retorno do deputado João Maia para saber os próximos passos. Para nós, é tudo novidade. A gente é da base. A gente quer saber o que vai acontecer. O presidente está vindo para o PL. O partido vai liberar para continuarmos na base? Não vai? O que ficou decidido? Cada Estado vai ter essa liberdade?”, disse um deputado ao PORTAL DA 98 FM.

A governadora Fátima Bezerra ainda não manifestou nenhum desconforto com a situação. Lideranças governistas só observam o cenário, sem fazer pressão para que os três deputados deixem o PL e ingressem em alguma outra legenda. Nenhum deputado manifestou desejo de romper com a governadora e manter linha fiel a Bolsonaro.

Fonte 98 FM Natal