in , ,

Israel posta imagens dos militares que ajudarão em Brumadinho

 

Membros das Forças de Defesa Israelenses posam para foto antes de embarcarem para o Brasil para auxiliar nos trabalhos de busca na região afetada pelo rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG) –

As Forças Armadas de Israel postaram imagens dos preparativos dos militares que devem chegar após o meio-dia no Brasil ajudar no resgate das vítimas da tragédia de Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte (MG). Na conta pessoal, há posts com a Bandeira do Brasil, das reuniões e do grupo que virá para o Brasil.

Em relação à fotografia em que aparecem cerca de 130 homens e mulheres militares, a frase diz que: “Cento e trinta soldados da IDF [Forças Armadas de Israel] acabaram de decolar para o Brasil. Salvar vidas não é sobre o tamanho da distância, é sobre o quanto você está disposto a ir.”

 

Também há uma fotografia da reunião que antecedeu a viagem. “Momentos antes de seu avião decolar para o Brasil, nossa delegação está fazendo alguns preparativos finais para essa importante missão.”

No Twitter, os militares indicam estar informados sobre a tragédia. “Estamos nos preparando para enviar uma delegação de ajuda humanitária das FDI para o Brasil após o colapso da barragem que deixou centenas de desaparecidos.”

Entre os soldados estão especialistas em engenharia, médicos, bombeiros, soldados da unidade subaquática, representantes do Ministério de Relações Exteriores e embaixador de Israel para o Brasil, Yossi Sheli. A delegação é chefiada pelo comandante de Pesquisa Nacional e Resgate, coronel Golan Vach.

Após discussões sobre o formato das buscas, a equipe de resgate decidiu se concentrar na procura por sobreviventes. Para isso, um dos equipamentos enviados foram radares para busca de celulares.

Ontem (26) no Twitter, na sua conta pessoal, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, detalhou a conversa que teve com o presidente Jair Bolsonaro ao oferecer ajuda.

“Eu ofereci que Israel enviaria ajuda para o local do desastre e ajudaria na busca de sobreviventes. Ele me agradeceu e aceitou minha oferta. Nós concordamos que uma missão israelense sairia dentro de 24 horas.”

(Com Agência Brasil e Estadão Conteúdo)

Lulu Santos é pedido em casamento em show, no Rio

João Maia defende reforma política, medidas para equilibrar as contas do RN