in

Jair Bolsonaro e João Doria trocam insultos em comentários sobre crise no Amazonas


Em meio a um agravamento da pandemia no Amazonas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), trocaram insultos ao comentar o problema. À tarde, durante encontro com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), o tucano chamou Bolsonaro de facínora. Doria e Maia são alguns dos políticos que reprevoram a atuação do govenro federal no caso da falta de oxigênio hospitalar no estado nortista, que afeta inclusive bebês.

“Um governo sem rumo, sem plano, sem meta e, principalmente, sem coração. Será que o Brasil, que já se mobilizou nas ruas pela mudança das Diretas Já, (em) outros movimentos cívicos importantes, vai continuar e não vai reagir”, ressaltou o governo paulista.

Na resposta, o presidente da República elevou o tom, chamando o governador de “moleque” e “irresponsável”. Bolsonaro atribuiu as críticas a interesses políticos do tucano.

“Isso é um discursinho de um governador que durante a pandemia aumentou o ICMS de tudo. Não tem moral para falar de ninguém”, reagiu o presidente. F0nte: UOL

VEREADOR LUCIANO NASCIMENTO VIABILIZA MELHORIAS PARA O ESPORTE DAS QUINTAS

Duro na queda: Japonês de 102 anos que mora em Curitiba sobreviveu a Covid-19 e a gripe espanhola