Latino acusa ex-mulheres de viverem ‘de pensão’: ‘Não querem trabalhar’

“Acham que fiz filho sozinho”, diz o artista sobre duas das nove mães dos seus nove filhos

Envolvido em brigas judiciais por dívidas com pensão alimentícia, o cantor Latino expôs a sua versão sobre os fatos e fez acusações sobre duas das nove mães dos seus nove filhos.

“Duas dessas mulheres não querem trabalhar e acham que fiz filho sozinho. Complicado! Elas usam a mídia para me pressionar”, afirmou em entrevista ao Uol. O artista alega que as ex-mulheres “querem viver” de “pensão”.

“Dos nove filhos que eu tenho, apenas duas [mães] querem viver de pensão. As outras trabalham e aceitam as minhas condições. Essas duas aí querem viver da minha pensão, em vez de pensar em ganhar dinheiro, trabalhar… É complicado ficar julgando, né?”, completou.

Na última semana, Latino ganhou um ação milionária contra a RedeTV!, na qual parte do valor deve ser revertido para o pagamento de mais de um ano de pensão alimentícia atrasada para a filha Valentina, de 6 anos, fruto do seu relacionamento com Gláucia Deneno. Para ele, o valor cobrado é “exorbitante”:

“Ela soube desse processo e pediu ao juiz, caso eu venha a receber, que eu pague o valor montante do passado. Mas a grana da Rede TV! fica retida até o fim do processo. Se tiver alguma pendência e o juiz achar por conveniência pegar uma parte e pagar, não vejo problema nenhum. Não é o caso porque ainda está sendo discutido”.

Alvo de um mandado de prisão por dívida com o filho Matheus, de 7 anos, do seu relacionamento com a modelo Jaqueline Blandy, Latino se defende sobre os atrasos no pagamento, diz que já está em dia, e se justifica: “Tenho muita gente para cuidar”.

“Não devo nada para a Jaqueline. Às vezes fico alguns dias atrasado, mas porque tenho muita gente para cuidar. São nove filhos e toda uma família gigante, que depende de mim. Falar de mim é fácil, né? Quero ver ser eu”, explicou