in , ,

Lei de autoria do vereador Paulinho Freire cria campanha Junho Laranja em Natal


A partir deste ano, Natal passa a celebrar no mês de Junho, em seu calendário oficial de datas e eventos, a campanha “JUNHO LARANJA”. A Lei institui que o poder executivo municipal passe a realizar uma ampla ação de prevenção às queimaduras e engajamento na luta dos direitos da pessoa sequelada em queimadura no município.

Os índices de aumento no número de ocorrências e acidentes com queimaduras quando se aproximam os períodos dos festejos juninos são alarmantes. “Estamos vivendo um momento de dificuldades no sistema de saúde com a pandemia do COVID-19. Em virtude disto, a classe de profissionais de saúde envolvida no tema dos queimados nos fez um grande alerta para a necessidade de cuidados adicionais nestes dias especiais. Em atenção a esse pedido médico surgiu a ideia deste projeto que agora virou Lei Municipal. Tenho certeza que vai se somar a outros esforços na intenção de preservar vidas”, explicou o vereador de Natal, Paulinho Freire.

A Lei traz alguns pontos importantes a serem realizados pelo serviço público como promover amplamente a conscientização dos aspectos preventivos das queimaduras e divulgar os primeiros socorros; encorajar a educação em todas as categorias profissionais envolvidas no tratamento e prevenção das queimaduras; e também alertar a sociedade civil através de campanhas educativas e desenvolver continuamente pesquisas em prol da melhoria e aprimoramento do tratamento de sequelas dos doentes.

De acordo com o texto publicado no Diário Oficial de Natal, a lei busca ainda ajudar a garantir os direitos dispostos na Lei nº 13.146, de 06 de julho de 2015, conhecida como Lei Nacional de Inclusão, a todos os sequelados em queimadura; promover a realização e ou manter atualizadas as informações sobre prevenção e ou direitos da pessoa sequelada em queimadura nas redes sociais e demais plataformas digitais do município de Natal. Outro ponto destacado é que os prédios públicos e autarquias dos poderes também devem se unir colocando iluminação ou sinais na cor laranja em alusão ao tema.

Além do poder público, a sociedade como um todo terá uma parcela importante no engajamento e divulgação desta grande campanha com o conteúdo de prevenção e cuidados com as queimaduras. “Todos nós temos que nos envolver nessa luta”, completou Paulinho Freire.


UBALDO SOLICITA QUE ARTESANATO SEJA INCLUÍDO NA FLEXIBILIZAÇÃO DA ECONOMIA

Justiça derruba decisão que obrigava Bolsonaro a usar máscara no DF