Lula não dará entrevistas à Rede Globo como candidato a presidente



É questão de honra para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não conceder entrevistas à Rede Globo de Televisão como candidato à sucessão de Jair Bolsonaro na eleição do ano que vem.

Sua decisão foi acatada sem resistência pelo comando nacional do PT. Uma ou outra voz, mediante a certeza de que sua identidade não será revelada, discorda, mas sem fazer barulho.

Lula diz e repete que não guarda ressentimentos de quem o atacou antes, durante e depois dos 580 dias em que esteve preso em Curitiba. As condenações acabaram anuladas.

Lula e Bolsonaro concordam em pelo menos um aspecto sobre 2022
Lula conspirou contra Dilma?
Ataques de Ciro a Lula e Dilma são irracionais, critica Requião
A reivindicação do PSB em relação à vice de Lula
Lula rebate Ciro: “Perdoai, pai, eles são ignorantes e não sabem o que fazem”

Mas em alguns casos, não é bem assim. A Rede Globo de Televisão seria um desses casos. Enquanto ela não admitir que errou ou se excedeu em suas críticas, não haverá conversa.

Quanto a participar de debates entre candidatos, Lula comparecerá a todos, inclusive aos que sejam promovidos pela Rede Globo. Dependerá apenas das regras que orientarão os debates.

A Globo fará debates, mas desistiu das entrevistas que fazia com os candidatos em separado nas edições do Jornal Nacional.