in

Mãe de Bolsonaro recebe segunda dose da vacina contra o coronavírus



A mãe do presidente Jair Bolsonaro, Olinda Bunturi Bolsonaro, de 93 anos, recebeu nesta segunda-feira (8) a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Olinda foi vacinada em sua própria residência, em Eldorado, no interior de São Paulo. Ao contrário do que o presidente havia anunciado, ela recebeu a segunda dose da vacina CoronaVac.

Segundo o G1, as informações foram confirmadas pela prefeitura de Eldorado. A mãe do presidente recebeu a primeira dose da vacina CoronaVac dia 12 de fevereiro, segundo consta no cartão de vacinação da idosa. 24 dias depois, ela recebeu a segunda dose do imunizante do Instituo Butantan.

O Programa Estadual de Imunizações de são Paulo recomenda que o intervalo entre a 1ª e a 2ª dose seja de 28 dias (4 semanas) no caso da Coronavac e, da vacina Oxford/AstraZeneca, o intervalo é de 90 dias entre a 1ª e 2ª dose.

Cartão de vacinação
Durante sua tradicional transmissão ao vivo nas redes sociais, no dia 18 de fevereiro, o presidente Bolsonaro apresentou um suposto cartão de imunização da mãe, alegando que ela teria sido imunizada pela vacina de Oxford, fornecida pela Fiocruz.

Segundo ele, apesar de constar que sua mãe recebeu a dose de CoronaVac, a informação seria falsa. Bolsonaro disse que, duas horas depois de aplicarem a vacina em sua mãe, o enfermeiro voltou à residência dela, rasgou o comprovante que constava que a vacina seria a de Oxford e entregou outro, que indicava o Instituto Butantan como fabricante.

No primeiro domingo de toque de recolher integral, RN tem a maior taxa de isolamento social do país

Petrobras anuncia 6º reajuste no ano, alta de 8,8% na gasolina e 5,5% no diesel