O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MP / RN) recomendaram à Prefeitura de Natal a suspensão de testes rápidos para Covid-19 no sistema de drive-thru.

De acordo com os órgãos, um teste sem registro prévio não garante prioridade para profissionais de saúde e segurança pública e pacientes do grupo de risco. Com o número elevado de testes realizados, é provável ou o esgotamento rápido do material adquirido, sem atendimento aos casos prioritários.