O ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, foi desconvidado de um evento com o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso. O também presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi homenageado com a medalha de Jerusalém pela embaixada de Israel.

De acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo, Barroso ficou sabendo da lista de convidados e pediu que o evento não tivesse conotação política. A embaixada não mencionou o pedido do magistrado, mas disse que para “respeitar as restrições de segurança e distância social”, decidiu fazer a entrega da medalha de maneira mais reservada.

A medalha de Jerusalém é entregue às pessoas que tenham se destacado no fortalecimento das relações entre Brasil e Israel. O evento aconteceu no último dia 3.