O ministro da Justiça Sergio Moro afirmou nesta segunda-feira (27) que vai se empenhar para retomar a prisão em segunda instância. A declaração ocorreu em entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan, quando ele foi questionado sobre a liberdade do ex-presidente Lula (PT), conquistada a partir da mudança de entendimento no Supremo Tribunal Federal (STF), em novembro do ano passado.

“O correto era ele [Lula] ter saído após cumprir toda a pena dele. A revisão da prisão em segunda instância, com todo respeito ao Supremo, foi um retrocesso. Mas acho que há perspectivas da gente conseguir aprovar isso”, disse, acrescentando que vai se empenhar para ajudar o Congresso a aprovar a reforma da Constituição.

“É uma pauta que vou me empenhar e ajudar o Congresso a aprovar a reforma da Constituição, ou aprovação do projeto de lei no Senado, para voltar a execução após segunda instância. […] Isso transcende a questão do Lula. É muito simples: se você fez algo errado, cometeu um crime, você tem que pagar nessa vida”, completou