in

Na Lava Jato, PF indicia ex-ministro Gilberto Kassab por corrupção




A Polícia Federal (PF) indiciou, nesta segunda-feira (22), o ex-prefeito de São Paulo (SP), ex-ministro da Ciência e Tecnologia e atual presidente do PSD, Gilberto Kassab, por corrupção passiva, falsidade ideológica eleitoral, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

A ação é resultado de investigação no âmbito da operação Lava Jato iniciada a partir das delações premiadas de acionistas e executivos do Grupo J&F. As penas variam de 3 a 12 anos de prisão.

Além de Gilberto Kassab, a Polícia Federal informou também ter indiciado o irmão dele, Renato Kassab, e o ex-tesoureiro do PSD Nacional, Flavio Castelli Chuery, apontado como o intermediário do ex-ministro da Ciência.

“Além da colaboração premiada, foram realizadas diversas outras diligências, dentre elas: quebra dos sigilos bancário e fiscal dos investigados e das empresas por eles utilizadas, análise de material em sede de busca e apreensão, análise conversas por aplicativos de mensagens e a oitiva de testemunhas e de outras pessoas relacionadas aos fatos”, esclareceu a PF, em nota.

Fecam assina aditivo de renovação junto ao ITEP para emissão de cédulas de identidade, nas Câmaras do RN

Vacina: Pfizer diz que não aceita condições de Bolsonaro para vender imunizante ao Brasil