in

NELTER LEVA LIDERANÇAS DE JUCURUTU E SÃO JOSÉ DO SERIDÓ PARA AUDIÊNCIA COM GOVERNADORA DO RN



Sexta-feira (12) de audiências do deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) com a governadora Fátima Bezerra (PT). Na oportunidade, o parlamentar acompanhou Júlio César Queiroz que, representante do prefeito de Jucurutu, Iogo Queiroz (PSDB). Nelter também acompanhou o prefeito Jackson Dantas (MDB) e o vereador Daniel Costa (MDB), ambos de São José do Seridó.

“Na oportunidade, Júlio César agradeceu empenho da chefe do executivo estadual no que tange a solução do impasse envolvendo as obras de pavimentação asfáltica do acesso à serra de João do Vale via Jucurutu”, apontou Nelter Queiroz.

Ainda de acordo com o deputado estadual, as discussões com a governadora caminham pra concretização de destrato da obra entre Governo do Estado e empresa CLC. “Apesar da estrada de acesso à serra de João do Vale ser uma estrada municipal a obra de pavimentação asfáltica foi é uma obra do Governo do Estado, que foi viabilizada através de luta de nosso mandato e que está paralisada há anos em virtude da escassez de recursos financeiros”, esclareceu.

Segundo Nelter Queiroz, no momento em que o Governo do Estado realizar o destrato desta obra a Prefeitura de Jucurutu e seu mandato poderão lutar pela viabilização de novos recursos, via Governo Federal, ainda no orçamento de 2021, pra que o município possa realizar uma nova licitação e retomar esta obra tão importante para a serra de João do Vale.

SÃO JOSÉ DO SERIDÓ

“Para São José do Seridó o prefeito Jackson Dantas solicitou à governadora Fátima Bezerra que viabilize a conclusão de adutora que abastecerá a cidade via barragem Passagem das Traíras, que viabilize a conclusão do abatedouro que está sendo erguido na comunidade Badaruco e que viabilize o recapeamento asfáltico da RN-288 entre Cruzeta, São José do Seridó e Caicó”, finalizou o deputado jucurutuense.

Álvaro Dias nomeia suplente de vereadora do PT como secretária

Nova cepa do coronavírus no Reino Unido pode infectar quem foi vacinado, diz governo