in

Neymar é acusado de planejar assalto armado a ativista, diz site


O brasileiro Neymar está sendo acusado de planejar um assalto armado. A acusação acontece por parte do suplente de deputado estadual, Agripino Magalhães. O ativista dos direitos LGBTQI+ entrou com processo no Tribunal de Justiça de São Paulo contra o jogador do PSG e da Seleção Brasileira depois de denunciar supostas práticas de homofobia por parte de Neymar. A informação é do site IG.

Davi de Paiva Costa Tangerina, advogado do jogador, também é citado na ação, acusado de fazer ameaças de morte a Agripino. O ativista requer que Neymar seja condenado e pede também uma indenização por danos morais no valor de R$ 1 milhão.

Agripino Magalhães diz ainda no processo que recebe ameaças de morte constantes e que chegou a ter o celular furtado a mando do advogado e do jogador do time francês. O ativista diz ainda que não consegue mais arrumar emprego em decorrência das ameaças que vem recebendo. O jogador não se pronunciou sobre o assunto.

Fonte/ Metrópoles

Descubra o motivo que fez Juliette não renovar o contrato com a Globo

Governo do RN elabora plano para vacinar profissionais da educação em maio