Falam de respiração ou ventilação artificial, mas tem muita gente que não tem a mínima ideia do que se trata.

Não é uma máscara de oxigênio posta na boca enquanto você fica deitado pensando em sua vida.

A ventilação é invasiva para o COVID19, é uma entubação que é feita sob anestesia geral e que consiste em ficar 2 a 3 semanas sem se movimentar, muitas vezes de cabeça para baixo (decubitus ventral) com um tubo enterrado na boca até a traquéia e que lhe permite respirar ao ritmo da máquina a que está conectado.

Você não pode falar nem comer nem fazer nada de forma natural.

O incômodo e a dor que sente precisam da administração de sedativos e analgésicos para garantir a tolerância ao tubo durante o tempo que o paciente precisar da máquina para respirar, tudo isso durante um coma artificial.

Em 20 dias deste “tratamento suave” em um paciente jovem a perda de massa muscular é de 40 % e a reabilitação será de 6 a 12 meses, associado a traumatismos da boca ou até mesmo das Cordas vocais, uma dor sem tamanho.

Isso se o tempo de internação não for longo demais e o tubo tiver que ser retirado para fazer uma traqueostomia.

É por isso que as pessoas idosas ou já frágeis não aguentam.

Então, não saia de casa pra bater ponto na casa dos pais, dos irmãos, dos amigos.

Seja responsável!