O PREFEITO E A SECRETÁRIA DE SAÚDE, DO MUNICÍPIO DE CRUZETA/RN, PARTICIPARAM DA REUNIÃO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO CONSÓRCIO INTERFEDERATIVO DE SAÚDE NO SERIDÓ.


O Prefeito de Cruzeta, Joaquim de Medeirinho, Secretária de Saúde, Francisca Lopes, Primeira Dama e Vereadora Arilúzia Sasnara e Coordenador de Vigilância Sanitária e Vacinação José Erivam participaram na manhã desta terça-feira, 3 de Agosto de 2021, de mais uma importante reunião sobre a criação do Consórcio Interfederativo de Saúde do Rio Grande do Norte.

O encontro aconteceu no Auditório do IFRN, Campus de Currais Novos, e contou com a presença do Secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, Maura Sobreira Secretária Adjunta da SESAP, Equipe técnica da SESAP, do Secretário de Gestão de Projetos e Articulação Institucional do RN, Fernando Mineiro, dos Prefeitos, Secretários Municipais de Saúde e de lideranças políticas da região do Seridó.

Os Gestores discutiram a real significância da implantação dos Consórcios Interfederativos de Saúde, o Governo do Estado do RN apresentou parte dos estudos concluídos e propostas de encaminhamento para essa criação, que visa a união dos municípios em favor do financiamento da implantação de serviços de saúde na região do Seridó, trazendo benefícios como a redução de custos, ampliando o acesso da população aos serviços de média e alta complexidade e ofertando qualidade de vida ao povo da região.

Os municípios de Currais Novos e Caicó estão cotados a receber a policlínica regional integrada, como cidades polos, possuirá estrutura capacitada, onde oferecerá serviços especializados, atendendo as demandas relacionadas a saúde pública.

“Saio desta reunião muito entusiasmado, em diálogo constante, desde a nossa primeira visita técnica na cidade de Russas/CE, onde vimos de perto o funcionamento do Consórcio Interfederativo de Saúde daquela região. Apresentamos, em conjunto com colegas gestores, as nossas ideias; com a união do Governo do Estado e Prefeituras, esse projeto pode sair do papel e ser um marco na saúde da região, proporcionando melhorias na atenção laboratorial especializada, na atenção primária, atendendo os serviços de saúde emergentes que o SUS deverá receber aqui mesmo na região destacou Joaquim de Medeirinho