Obras de drenagem em Natal correm risco de nova paralisação. Construtora alega falta de pagamento por parte da Prefeitura

21/07/2021 – NATAL – Obras do túnel de macrodrenagem na Avenida Gerônimo Câmara - Foto: Alex Régis/ Tribuna do Norte



“A gente sabe que toda obra traz transtorno temporário, mas o problema dessa é que está demorando desde a copa e a gente não sabe quando vai concluir”. O temor do comerciante Carlos Solto, de 58 anos, se estende a todos os outros que convivem com as obras de macrodrenagem, que cruzam parte da zona Oeste e que deveriam ter sido concluídas como legado da Copa do Mundo de 2014. A incerteza está no fato de a empreiteira Queiroz Galvão, responsável pelos serviços, ter anunciado que vai paralisar as obras.

A Construtora alega falta de pagamento por parte da Prefeitura, que por sua vez nega qualquer atraso. “A Construtora Queiroz Galvão confirma o desligamento dos funcionários e a suspensão da obra por atraso de pagamentos e outras questões contratuais com a prefeitura”, resumiu a empresa em nota. Os trabalhadores já estão em aviso prévio e a paralisação vai incluir os dois trechos em obras: o primeiro que vai levar a água da Lagoa de São Conrado até o túnel de macrodrenagem que já está pronto na BR 226 às margens do rio Potengi; e o trecho que vai receber as águas das Lagoas do Centro Administrativo do Governo do Estado, levando-as pela Avenida Jerônimo Câmara ao túnel que deságua no rio.

Tribuna do Norte